06/05/2015

Regras de Etiqueta - Parte II: Disposição da Mesa

Aos poucos estou aprendendo a arte de receber em casa. Tenho pesquisado bastante e gostaria de compartilhar com vocês trechos de um site bem legal: www.boasmaneiras.com.


Disposição da Mesa

Disposição e uso dos talheres

Um dos detalhes mais importantes de um jantar ou almoço formal é a arrumação da mesa, além do que será servido. É lógico que não convém você servir um sanduíche numa mesa com arrumação para um jantar formal, portanto, prepare a mesa de acordo com o que for servir.

A toalha da mesa deve estar bem passada e sem vincos. Observar a combinação da cor da toalha e da louça. Se a toalha for estampada, usar lousa lisa. Se for lisa, a louça pode ser desenhada. Porém, para uma recepção mais requintada, evite toalha estampada.

Durante o dia, para o almoço, flores e frutas, preenchem perfeitamente, o arranjo ornamental da mesa. À noite, um arranjo de flores e velas sempre dão um ar mais festivo a sua mesa, mas utilize flores não muito chamativas para não roubar a atenção, pois o astro da noite é a mesa e a comida, use-os apenas como complementos.

Toalha de mesa é válida, mas evite toalhas com cores “escandalosas” ou com desenhos chamativos.
Sobre um prato raso, coloque um menor para a entrada e sobre esse prato, coloque um guardanapo dobrado sem muito exagero nas dobras. O guardanapo não é origami.

A princípio, é você, o anfitrião, quem estabelece os lugares de um jantar sentado. À sua direita deve ficar o convidado de maior importância e à sua esquerda, o segundo mais importante. Idem para as mulheres, em relação ao dono de casa. Os donos da casa podem sentar-se indiferentemente às cabeceiras, ou nas cadeiras mais ao centro, um de frente do outro.

Os lugares à mesa também podem ser marcados com um pequeno cartão com o nome da pessoa e colocado logo acima do prato. Não havendo cartão, é a dona da casa que distribui os lugares.
Disposição dos copos e talheres na mesa

As facas ficam à direita, e os garfos, à esquerda (com os dentes para cima como mostra as figuras abaixo), na ordem de uso. O lugar da colher é à direita, por fora das facas. E os talheres de sobremesa devem ser colocados acima do prato. À esquerda do prato de fora para dentro:

1. Garfo para peixe;
2. Garfo para carne;
3. Garfo para salada; se for servida. O garfo especial para salada coloca-se ao lado do garfo da carne.
À direita do prato de fora para dentro:
1. Garfo para “hors-dóuvre”;
2. Colher para sopa;
3. Faca para peixe;
4. Faca para carne (a que fica sempre junto ao prato).

Copos 

Quanto maior for a haste de uma taça, mais formal ela é considerada. E as taças com haste alta são usadas em festas a rigor. Os copos ou taças são colocados na mesa de acordo com o tamanho do copo e não pela ordem em que vão ser utilizados, para que uns não escondam os outros. Os copos sempre ficam à direita do prato principal, na ordem, a partir do copo mais próximo do prato: água, vinho tinto, vinho branco. O tamanho é decrescente e a disposição, em diagonal. A taça do Champagne, ou flute, deve ficar à direita do copo de água e um pouco mais adiante. Ele não aparece na imagem mais abaixo. É correto arrumá-los da maneira seguinte:

1. Copo para água, à direita do prato e acima das facas;
2. Taça de champanhe, a pequena distância do primeiro;
3. Copo para vinho branco, haste longa, colocado em frente e entre os dois primeiros;
4. Copo para Porto ou Xerex, diante do terceiro um pouco à direita.
Esta ordem, no entanto, não é obrigatória, mas deve respeitar-se a harmonia entre tamanho e a precedência das bebidas.

Como usar os talheres

A ordem dos talheres segue a ordem dos pratos a serem servidos. Os que estão mais longe do prato são os primeiros a usar e, naturalmente, os últimos são os mais próximos do prato. Não se limpam os talheres com o guardanapo, antes de serem usados.

Você não precisa ficar segurando os talheres o tempo todo descanse-os sobre o prato. Ao parar de usar os talheres, estes devem ser colocados sobre o prato (a faca na borda) e os cabos nunca apoiados na mesa. Acabando de comer, colocam-se sobre o prato, no sentido perpendicular à borda da mesa.

Garfo e faca: No Brasil usa-se mais a regra de usar o garfo sempre na mão esquerda, à maneira européia. Usando-se a faca e o garfo ao mesmo tempo, seguram-se ambos da mesma maneira, isto é, a extremidade dos cabos na palma da mão, apoiando-se o índex pouco aquém da lâmina da faca ou dos dentes do garfo. Ao levar comida a boca o garfo nunca deve estar muito cheio. Use a faca comum para cortar carnes e aves, partindo-se um pouco de cada vez.

Colher: Deve-se encher a colher num movimento contrário à direção da borda da mesa, sempre de lado, posição esta em que deverá ser levada à boca.

Como se portar à mesa

Sente-se com elegância mantendo a coluna ereta, mas não cole as costas no encosto da cadeira. Evite cruzar ou esticar as pernas para não atrapalhar as pessoas a sua frente, procure manter as mãos sobre a mesa apoiando somente os punhos. Nunca apoie os cotovelos nem abra muito os braços para não incomodar as pessoas ao lado. A regra é a seguinte: procure ficar à vontade, porém evitando invadir o espaço (e o sossego) alheio.

Um detalhe pouco observado em restaurantes e que vale ser comentado: A regra diz que casais devem sentar em lados opostos da mesa, olhando um para o outro. Parece frescura, mas a verdade é que, principalmente se estiverem só os dois, sentarem-se lado a lado deixa o outro lado da mesa vazio e vulnerável aos olhares dos outros e dos vizinhos de mesa, além de que a atenção dos dois estará normalmente voltada para a frente, isto é, para a mesa vizinha, e de que, para conversarem, deverão estar o tempo todo com o pescoço virado para o lado, quando não, sentarem-se enviesados na cadeira. Ao sentarem nos lados opostos da mesa, a atenção natural dos olhos estará volta a frente, isto é, ao outro, e poderão conversar olhando um para o outro, além de que a mesa fica "fechada" para os olhares alheios. A regra diz que isso deve ser feito até mesmo quando estão vários casais à mesa. Porém, por exemplo, se estão juntos dois casais, já não há tanto problema em sentarem-se um casal de cada lado da mesa.

Todos sabem que não se deve colocar os cotovelos sobre a mesa, mas também não é bom assumir uma posição de estátua. Ao aceitar um prato, nada se diz, mas quando se o declina é de bom tom dizer: "não, muito obrigado". Alguns dizem que não é correto elogiar a comida ou a maneira como foi preparada, porém vai da ocasião. Se for uma reunião familiar e o cozinheiro ou o anfitrião estiver à mesa, um elogio será bem vindo.

Também uma conversa não deverá provocar discussões sobre assuntos políticos, religiosos ou de qualquer natureza que possam de algum modo atingir algum dos presentes. Jamais gesticule com o talher quando se fala. É básico mas convém lembrar: Mastigue com a boca fechada, e coma devagar, mastigando bem os alimentos.

Quando começar a comer após ser servido? Pode-se começar a comer após algumas pessoas terem sido servidas, se o serviço for lento. Se você perceber que logo todas estarão servidas, convém aguardar.

Os anfitriões devem ficar atentos, pois enquanto um dos convidados estiver comendo, eles devem acompanhá-lo, isto é, somente param de comer depois que todos já tenham terminado.

Os guardanapos devem ser preferencialmente de tecido e devem ser colocados no colo, durante a refeição, abertos totalmente ou não, conforme o tamanho. Os guardanapos não devem estar muito engomados, pois dificulta o manuseio, mas muito bem passados. Usá-lo sempre antes de levar o copo ou o cálice à boca; isso serve para não tocar o copo com a boca engordurada. Usá-lo também, naturalmente, ao final da refeição. No final, colocá-lo ao lado do prato, sem dobrar mas também sem o amarrotar.

Usar palitos de dente em qualquer jantar é super brega e inadmissível na regra da etiqueta superior. Mas palitos de dente são controversos. Nos ambientes mais simples estão sempre disponíveis e costuma-se espalitar os dentes na mesa mesmo, ocultando a boca com uma das mãos. Porém quanto mais sofisticado for a refeição, é possível até que não estejam disponíveis. Sendo assim, procure espalitar os dentes no banheiro. Na dúvida, evite ao máximo espalitar na frente dos outros.

Breves intervalos durante a refeição são normais. Nestes momentos os talheres podem ficar sobre os pratos, como se marcassem 16:40 horas. Ao concluir sua refeição, o prato não deve ser empurrado, apenas ter arrumados os talheres sobre ele. Ao terminar, coloque a faca e o garfo paralelos, com os cabos voltados para o lado, como se marcassem 15:15 horas.

É falta de educação repetir um prato durante um jantar? Depende muito da ocasião: Em jantares formais, ou ainda, com serviço à francesa (como bodas e casamentos por exemplo) não devemos repetir o prato. Pois isso, atrapalharia na organização do evento e a sequência de pratos costuma ter a medida ideal para a satisfação. Em jantares informais, na casa de amigos não há problema algum em repetir o prato, aliás é até um elogio à anfitriã e a quem preparou o prato. Mesmo assim, sem exageros.

Os copos levam-se à boca segurando-se pela base de seu arqueado e nunca pelas bordas.

  • Salada: antes de se servir, reparar se há prato e talheres especiais para a mesma, normalmente colocados ao lado do prato de jantar.
  • Porções: não é exigido que se coma tudo que se põe no prato, nem obrigatório deixar um resto de comida.
  • Pão: parte-se com as mãos em pedaços pequenos, passa-se a manteiga e leva-se à boca com a mão.
  • Sal e pimenta: é correto usar estes ingredientes, mesmo num jantar de cerimônia. Saleiros pequenos ficam ao lado dos copos, um para cada comensal.
  • Espinhas, ossos, azeitonas, etc.: a mesma colher que levou o alimento à boca deverá devolver os restos ao prato, como no caso de caroços de frutas em calda. Se for usada a mão (azeitonas ou uvas, entre outras) pode a mesma retorná-los ao prato. Espinhas e ossinhos, de modo discreto, voltam na mão para o prato.

Como e quando se usa os dedos durante a refeição?

Quando, durante um jantar, é servido algum alimento que utiliza-se diretamente das mãos para comer, usa-se dispor de lavandas próximas, para a limpeza rápida dos dedos. Lavanda é uma cumbuca de vidro ou outro material, com água morna e gotinhas de alfazema ou limão para limpar a ponta dos dedos ao término da alimentação. Água fria com pétalas de rosa ou uma flor pequenina também são indicados. As lavandas vêm da cozinha colocadas no prato em que se vai servir a sobremesa, sobre toalhas pequeninas de linho.

  • Aspargos: Come-se com garfo e os dedos. A parte da ponta tenra, corta-se com o garfo e com ele se come. O restante pode ser apanhado entre os dedos, se for tenro.
  • Peixes: São comidos com auxílio de talheres apropriados, se não tiver, com o garfo comum. Nunca usar faca comum para cortá-lo.
  • Alcachofras: Quando inteira exige a mão para desfolhar. O fundo limpa-se com a faca e corta-se com o garfo.
  • Salada: Corta-se com o garfo, ou enrola-se os pedaços, como as folhas de alface.
  • Ostras: São degustadas com o garfo próprio, de borda cortante e de três dentes. Toma-se a ostra na mão esquerda, com a direita usa-se o garfo e com a borda cortante desprega-se a ostra, pinga-se limão e leva-se a boca com o garfo. Não havendo talher apropriado, desprega-se a ostra com a faca, usando o garfo para levar a boca. Pode-se levar a cunha a boca, para beber o caldo. 
  • Carnes e Aves: Comem-se com garfo e faca. Numa churrascaria rústica, ou casa de campo ao ar livre, o certo é apanhar o pedaço com a mão e comê-lo.
  • Compotas: Comem-se com o garfo para a fruta e a colher para calda.
  • Frutas: Em geral já vem partidas. Ex: abacaxi, laranja, manga, etc.Uvas, cerejas, jabuticabas, comem-se com os dedos, e as sementes ou caroços são colhidos com a mão fechada em forma de concha, junto a boca e depositados no prato. A lavanda é indispensável.
  • Sopa: Não assopra-se nem se repete.
  • Licor ou Café: Pode ser servido à mesa, ou fora dela, se for à mesa, a xícara e a colherinha vem junto com o prato de sobremesa, e não se usa palitos à mesa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!