29/07/2015

DIY: Quero ser diplomata, e agora?

Nota inicial: Vou escrever no masculino, pois nossa língua não tem a opção de gênero neutro, mas queria dizer que estou torcendo muito para termos mais mulheres na carreira diplomática! 

Algumas pessoas me perguntam por onde começar os estudos para o concurso de admissão à carreira de diplomata. Pensando em tentar ajudar de alguma forma, escrevi este post. No próximo dia 02 de agosto de 2015, teremos mais um Teste de Pré-seleção (TPS), então as dicas ficam para quem for tentar no ano que vem ou seguintes. 

Em 2005, quando estava no segundo ano de faculdade, fiz o meu primeiro concurso para diplomata, mas ainda não sabia muitos dos assuntos cobrados no concurso e resolvi estudá-los na faculdade. Por questões profissionais e acadêmicas, só fui retomar o sonho em 2009, quando entrei em um cursinho preparatório: o JB. Após alguns meses, me inscrevi também no curso Clio, na Sara Walker (Inglês), no Eliéser (Economia) e no Marcelo Caetano (Economia). Tive aulas particulares de Francês e de Espanhol. Prestei o CACD de 2010, 2011, 2012, 2013. Não fui aprovada, mudei de ideia e segui uma carreira diferente, mas me sinto qualificada para dar algumas dicas para quem pretende começar a se preparar. Vamos para um passo-a-passo bem básico, que eu considero válido:

Primeiro passo: 
Você deve ser brasileiro nato e ter curso superior em qualquer área de formação. Se você ainda não concluiu a universidade, recomendo começar a estudar agora e ir se preparando ao longo do curso.

Segundo passo:
Você deve se informar sobre a realidade da carreira de diplomata. Muitos pensam que funciona como os filmes ou na propaganda do Ferreiro Rocher: festas, mulheres/homens bonitos e elegantes, champagne, andar nas "altas rodas" da sociedade, salvar o mundo de guerras, espionagem, viagens e mais viagens. Spoil alert: não é assim. Existe um lado glamouroso, é claro, mas o dia a dia é bastante cansativo, burocrático e demanda muito do diplomata e da sua família. Você deve estar disposto a residir em diferentes países (não fique sonhando somente com o circuito Elizabeth Arden, existem mais de 190 países no mundo), o que poderá te afastar (ao menos fisicamente) de muitos dos seus familiares e amigos. Ah, e você deve lidar bem com hierarquia. Dica: clique aqui e assista à palestra.


Terceiro passo: 
Acesse ESTE LINK e leia as provas, guias de estudo e editais dos concursos anteriores (não precisa ler tudo, de 2005 em diante já está de bom tamanho). Veja se você se sente confiante para estudar os temas cobrados e ter seus conhecimentos na área testados objetivamente e de forma dissertativa.

Quarto passo:
Pense se você estaria disposto a passar alguns meses ou até anos estudando as seguintes matérias: Língua Portuguesa, História do Brasil, História Mundial, Geografia, Política Internacional, Língua Inglesa, Língua Espanhola, Língua Francesa, Noções de Economia; Noções de Direito Interno e Internacional Público. Algumas pessoas passam no primeiro concurso que prestam. Outras, no segundo, terceiro,... não existe regra.

Quinto passo
Você estaria disposto a passar de dois a quatro meses fazendo as provas do CACD? São quatro fases de provas objetiva e descritiva. A ansiedade é algo que precisa ser trabalhado para esse concurso. Geralmente as fases se dividem desta forma (a cada ano tem algumas alterações):
1ª Fase: Questões objetivas de múltipla escolha ou de certo ou errado. Eliminatória e classificatória. Disciplinas: Língua Portuguesa; História do Brasil; História Mundial; Geografia; Política Internacional; Língua Inglesa; Noções de Economia; Noções de Direito Interno e Internacional Público.
2ª Fase: Prova escrita de Língua Portuguesa. Eliminatória e classificatória.
3ª Fase: Provas discursivas. Eliminatória e classificatória. Disciplinas das provas discursivas: História do Brasil; Geografia e Política Internacional; Língua Inglesa; Noções de Economia; Noções de Direito Interno e Internacional Público.
4ª Fase: Provas discursivas. Classificatória. Disciplinas das provas discursivas: Língua Espanhola e Língua Francesa.

Sexto passo
Agora que você já sabe como funciona o concurso, precisa buscar um bom cursinho ou bons professores. Em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro estão a maioria dos cursinhos preparatórios presenciais. Existem também ótimos cursos online, para quem está fora dessas capitais. Algumas pessoas preferem se mudar para Brasília para estudar nos cursos daqui. Cada um faz sua opção. Entre em grupos de discussão para conversar com pessoas que também estão se preparando e com pessoas que já passaram no concurso para trocar informações sobre as melhores opções de curso e, se for se mudar de cidade, de custo de vida.

Sétimo passo
Alguns cursinhos oferecem bolsas de estudo ou descontos na mensalidade; procure se informar a respeito. Os cursos geralmente não são baratos e você vai precisar gastar com materiais de leitura. Se você possui os requisitos para concorrer à bolsa de ação afirmativa, acompanhe a publicação do edital no site do CESPE e do Instituto Rio Branco. É uma excelente oportunidade, veja ESTE post.

Oitavo passo
Estude muito. Não tem como ser aprovado em um concurso sem estudar. Quem disser que não estudou e passou certamente é um gênio ou não está sendo sincero. Pegue as leituras indicadas pelos cursinhos, professores e pelos Guias de Estudo e leia, grife, resuma. Faça exercícios simulados (muitos cursinhos oferecem simulados) e refaça as provas antigas do concurso. 

Nono passo
Acompanhe os principais periódicos nacionais e internacionais. Você deve estar sempre atualizado. Leia os discursos e notas no site do Itamaraty e assista aos principais vídeos sobre política externa que eles disponibilizam. Veja ESTE post.

Décimo passo
Depois de fazer tudo isso, você saberá quais são suas necessidades e poderá se (re)organizar e se preparar para a prova. E, então, é só esperar a aprovação! Estarei aqui torcendo por todos e todas!


Outros posts do blog que podem lhe interessar:

Para sua namorada/seu namorado ler sobre o concurso
http://diplowife-diplolife.blogspot.com.br/2015/08/meu-namoradominha-namorada-quer-ser.html

Informações sobre o Programa de Ação Afirmativa - Bolsa de Estudos
http://diplowife-diplolife.blogspot.com.br/2015/07/ultimos-dias-de-inscricao-programa-de.html

Série "A face pouco conhecida da diplomacia"
http://diplowife-diplolife.blogspot.com.br/search/label/A%20face%20pouco%20conhecida%20da%20vida%20diplom%C3%A1tica

Série de entrevistas "Mães no Itamaraty"
http://diplowife-diplolife.blogspot.com.br/search/label/M%C3%A3es%20no%20Itamaraty

Série "Diplomatas famosos"
http://diplowife-diplolife.blogspot.com.br/search/label/Diplomatas%20famosos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!