25/08/2015

Paulo Kol: uma singela homenagem

Antes de escrever este post pensei bastante. Sou daquelas pessoas que acham que devemos honrar e celebrar os amigos em vida, quando podem ver o quanto são queridos. Mas após ponderar, decidi fazer uma singela homenagem ao nosso querido professor e amigo, Paulo Kol. Portanto, vou compartilhar com vocês o belo discurso proferido pelo Secretário João Santana, na formatura da turma do Instituto Rio Branco deste ano, denominada Turma Paulo Kol. 



"Contrariando a tradição, a turma que hoje se forma escolheu como patrono uma figura desconhecida do grande público. Não foi personagem histórico, não foi artista, não foi diplomata, tampouco foi uma grande personalidade do cenário político nacional. Não foi um campeão de causas nobres nem um ativista mundialmente conhecido. A pessoa a quem prestamos tributo foi um excelente profissional e um grande ser humano com quem tivemos a felicidade de conviver por quase dois anos. Tê-lo conhecido, certamente, tornou nossa passagem pelo Instituto Rio Branco mais feliz e prazerosa.

Angolano de nascimento, viveu na África do Sul do apartheid dos dez aos dezoito anos, quando então se mudou para o Brasil, terra que o acolheu de braços abertos e para sempre. Jornalista de formação, encontrou no magistério sua verdadeira vocação profissional. Professor meticuloso, costumava brindar-nos com dicas de oratória e comentários precisos sobre nosso desempenho nas aulas de inglês diplomático. Sua dedicação foi exemplo maior de compromisso, seriedade e amor ao trabalho. Mais do que nos ajudar a desenvolver habilidades que nos serão úteis ao longo de nossa carreira, com ele aprendemos a não perder o humor e a coragem mesmo em face de grandes adversidades. Sua luta pela vida jamais se apagará de nossa memória. Ao nosso querido amigo Paulo Kol, que nos deixou há pouco mais de um mês, nossa perene gratidão. Aos seus familiares e amigos, um abraço afetuoso e cheio de saudade."

Trecho do discurso do Secretário João Lucas Ijino Santana, Orador da Turma Paulo Kol (2013-2015) do Instituto Rio Branco – Brasília, 12 de Agosto de 2015.

Íntegra do discurso:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!