24/08/2015

Viagem: o que levar na mala de mão?

Eu nunca gostei de mala de mão. Sou pequena (tenho um metro e meio de altura) e não alcanço o compartimento superior. Então, sempre tenho que pedir ajuda a alguém na hora de guardar e de pegar a bendita mala. Sempre optei por usar uma bolsa maior, onde guardo máquina fotográfica, adaptador universal de tomadas, maquiagem, cardigã e meias, que posso levar comigo no assento ou colocar no chão. Isso sempre funcionou, até junho deste ano. Vou contar o que se passou.

Era a minha primeira viagem para a Disney/Universal. Um sonho de infância que iria virar realidade. E o melhor: na companhia meu marido, o que faria a viagem mais divertida. Ele organizou uma mala de mão e uma de roupas e eu, duas malas: uma com roupas e a outra com produtos de beleza, sapatos, chapéus e outras besteirinhas. Nenhuma mala de mão. Despachei as duas.

O voo era Brasília-Guarulhos-Orlando. Saímos de casa 2h da manhã, embarcamos às 4h. Eu só não sabia que vivenciaria uma maratona naquele dia. Quase chegando em São Paulo, o piloto nos avisou que GRU estava fechado devido a condições climáticas e que iríamos, então, para o Rio de Janeiro. Pousamos no Galeão, esperamos uma hora e fomos para GRU. Chegamos mais ou menos a tempo de pegar a conexão. Corremos e muito, para sair do terminal 01 para o 03 e conseguir embarcar.

Assim que pisamos no portão de embarque, recebemos a maravilhosa notícia: o embarque tinha sido finalizado há cinco minutos. Como nosso voo atrasou um pouco, a empresa de aviação havia decidido decolar sem os passageiros da conexão. Ninguém nos avisou isso ao sair da aeronave, mas ok. Eu estava morta de tanto correr. A segunda notícia maravilhosa: eram 10h da manhã e o nosso novo voo para Orlando sairia às 00h30. Sim, 14 horas e 30 minutos depois! A empresa pediu que fôssemos ao balcão para receber os vouchers de almoço e fazer o pedido de acomodação em hotel. Esse processo levou umas duas horas. A van do hotel levou mais uma hora para nos buscar. Já eram quase 14h quando pudemos entrar no quarto de hotel para descansar.

"What???" - Nem o Minion acreditou que eu estava de calça naquele calor!

 Foi aí que eu vi que não tinha levado nenhuma roupa na mala de mão. Melhor, nenhuma mala de mão. Ou seja, teria que ficar com a que eu estava vestindo. Tomei banho, almocei, dormi, jantei e voltei para o aeroporto. Tudo com a mesma roupa. A viagem até Orlando foi tranquila. O problema é que quando chegamos lá, pela manhã, uma das minhas malas havia sido extraviada. Adivinha qual? Exatamente! A que tinha roupas. Ou seja, se eu quisesse, só poderia trocar de sapato! Ficamos mais de uma hora resolvendo a questão da mala, até poder ir na concessionária alugar um carro e, finalmente, ir para o hotel.

Como já tínhamos ingressos para um parque naquele dia (deveríamos ter chegado às 19h do dia anterior e já eram mais de meio dia), resolvemos deixar as malas que não se perderam em GRU no hotel e ir direto para o parque. Com tanta chateação, eu não pensei em comprar uma roupa nova e fui com o que estava vestindo mesmo. O problema é que eu estava de calça comprida preta e camisa social de mangas. Até aquele momento, estava tudo bem, pois só estava andando em locais com ar condicionado. Chegando no parque, estava tão quente, que tinha gente de shortinho e biquíni. E eu parecia estar em uma sauna! Andei o dia inteiro assim, até chegar novamente no hotel. Por sorte, a mala extraviada chegou durante a madrugada e eu pude - finalmente -  me trocar.

Aprendi que mala de mão com muda de roupa 

é essencial para a sobrevivência de um viajante. 


Durante a viagem, comprei uma mala de mão, pois nas próximas, vou levá-la. Após sofrer pela falta de precaução, resolvi fazer um levantamento de itens indispensáveis em uma mala de mão. Em outros posts, falamos sobre como fazer uma mala grande de vigem, mas eu ainda não tinha me preocupado com esse "detalhe".

Mulheres:
http://diplowife-diplolife.blogspot.com.br/2015/04/como-fazer-as-malas.html

Homens:
http://diplowife-diplolife.blogspot.com.br/2015/04/homens-como-fazer-as-malas.html

Mala e Receita Federal:
http://diplowife-diplolife.blogspot.com.br/search/label/Receita%20Federal


Primeiro, um vídeo da Camila Coutinho, autora de um blog de moda muito legal chamado Garotas Estúpidas. Ela dá dicas de como ela, que viaja muito a trabalho, organiza sua bagagem de mão. A Chata de Galocha também tem umas dicas. É só clicar aqui.



Então, aí vai minha lista:
Lição aprendida. Mala de mão do R2D2.
  • Passagens;
  • Passaporte;
  • Reserva de hotel;
  • Telefone e endereço do consulado;
  • Dinheiro;
  • Cartão de crédito;
  • Guia de viagem do local;
  • Cópias de documentos importantes;
  • Chaves dos cadeados das malas;
  • Caneta e papel;
  • Cartão de visitas;
  • Máquina fotográfica;
  • Celular;
  • Livro;
  • Necessaire;
  • Perfume de viagem;
  • Maquiagem básica;
  • Roupas para emergências;
  • Capa de chuva;
  • Casaco/sobretudo;
  • Kit de higiene bucal.


Agora, o que não levar (clique na imagem para ampliá-la):

Imagem: http://turismo.ig.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!