06/10/2015

Entrevista com a equipe do CACD Depressão

Sou fã do CACD Depressão, pois me divirto com suas publicações há muito tempo. Navegando na página deles, fiz uma seleção dos meus memes favoritos para colocar aqui no blog e decidi entrar em contato com os membros da equipe que administra o site para saber um pouco mais sobre esse trabalho de fazer humor para um público tão específico. E eles toparam! 

Para quem não conhece ainda, o CACD Depressão é uma página de humor no Facebook criada em 2012 por aspirantes à carreira diplomática, também conhecidos como CACDistas. Atualmente, a página conta com quase 8 mil seguidores e já publicou mais de 400 memes sobre o lado cômico da política externa e de se preparar para o concurso. 


Eleito o meu segundo meme favorito de 2015.  O primeiro foi publicado esta semana, é sobre a "senhora". 
Imagem: CACD Depressão.

Como surgiu a ideia de criar a página no Facebook? 

A página foi criada pelo G., logo em seguida eu sugeri um post e fui então convidada a participar. Nunca perguntei a ele como a ideia surgiu mas acredito que houvesse quase uma demanda, era zoeira demais precisando ser esquematizada e publicada.


Qual é o processo de criação dos memes? 

Atualmente estamos em três na página. Eu, particularmente, não tenho um processo de criação. As piadas surgem no dia-a-dia, em conversa com os colegas e principalmente após a realização de algumas provas. O concurso é uma gigantesca fonte de memes, apesar de ser um processo bastante sério e feito por profissionais competentíssimos, todo ano as provas nos fornecem motivos para criar piadas. A coisa já começa no edital que guarda surpresa do número de vagas, erra, faz correção, etc. Alguns dos posts com maior repercussão foram meras transcrições de conversas em família ou situações referentes ao estudo. A piada é simples e a mágica acontece porque as pessoas se identificam. Somos sete mil candidatos que não conseguem terminar de ler o livro do Amado Cervo ou que têm uma tia viciada em indicar concursos que não nos interessam todo domingo. A vida cria os memes, a gente só posta.

Quais sãos suas principais inspirações?

Vale também dizer, e vai parecer clichê, mas juro que estou sendo bastante honesta: meus colegas de CACD são uma enorme inspiração; eu vejo essa turma tão nova (e às vezes nem tanto) abrir mão de tanta coisa por um sonho/projeto. É uma escolha e um privilégio, nós sabemos disso, mas sempre mexe comigo ver aquela galera cansada sempre aguentando mais uma aula, mais uma página, mais uma horinha ou mais um ano de estudos. 

Para as piadas: como eu disse, a vida de cacdista é um prato cheio para criar memes, nós só atribuímos uma imagem, colocamos em um aplicativo e os comentário complementam o trabalho. 

Imagem: CACD Depressão

Vocês têm algum "filtro" de assuntos sensíveis?

Nunca conversamos entre a equipe sobre o que pode ou não pode ser dito, mas sempre que percebemos que alguém postou algo que não devia, colocamos o tema em discussão e então corrigimos. A medida é mesmo o bom senso, fazer humor às custas de uma tragédia ou tendo como base o preconceito e etc. não me parece humor e acredito que meus colegas concordem comigo. A ideia é pensar se a piada pode ofender alguém e se a mensagem que ela carrega vale a pena ser compartilhada. 

Sua pergunta é interessante porque me permite explicar uma postagem recente que gerou certa polêmica. Costumamos abordar na página temas mais cômicos e amenos, e tentamos ter o cuidado, como eu disse, de não ofender ninguém, porém ainda existe aquela coisa de a maldade estar nos olhos de quem vê. Recentemente uma página notou a semelhança de um refugiado com uma famosa personagem de livros de ficção, publicou a foto e nós republicamos. Algumas pessoas acharam que estávamos fazendo piada sobre os refugiados em si. Jamais faríamos isso, não vimos maldade em perceber uma coincidência ou uma semelhança gritante. Acho que agora temos um duplo filtro, rs. 


Vocês fazem os posts sozinhos ou contam com colaboradores?

Inicialmente éramos em dois na página, em razão da correria dos estudos, trabalho e etc, fizemos um post convidando mais gente para colaborar. Esse ano passamos por mais uma mudança na equipe e estamos em três. 


Como é a receptividade dos leitores? Vocês se lembram de algum comentário épico ou que "mitou"?

Alguns comentários chegam a ser melhores que as postagens em si, quando é muito sensacional transformamos o próprio comentário em um post. Foram vários épicos, mas me vem em mente agora um sobre a seleção brasileira ter mais vagas que o CACD. Os posts em que pedimos sugestão de legendas para determinadas fotos também costumam receber réplicas sensacionais, mas acredito que o melhor comentário que recebemos foi um do Ministério das Relações Exteriores no Youtube, em um vídeo que o G. criou em 2013, em que eles elogiavam a criatividade da página e tal. Ainda não somos diplomatas, mas o MRE falou com a gente <3

Quanto a receptividade: tem sido muito boa, posso dizer que tivemos muita sorte em juntar um público que têm um bom senso de humor associado à noção de respeito. Quando as postagens de algum dos moderadores excedem o limite, prestamos atenção às críticas, nos retratamos ou apagamos o post. Os comentários em si são sempre muito educados e contem boas sugestões. Essa relação deixa a caminhada um pouco mais divertida.

Eu queria agradecer a toda a equipe do CACD Depressão por conceder a entrevista ao blog e por alegrar nossos dias e o de quem se dedica a estudar para o concurso de admissão à carreira diplomática. 


Imagem: CACD Depressão.

Imagem: CACD Depressão.


Imagem: CACD Depressão.


Imagem: CACD Depressão.




Imagem: CACD Depressão.


Imagem: CACD Depressão.





Imagem: CACD Depressão.


Imagem: CACD Depressão.


Imagem: CACD Depressão.


Imagem: CACD Depressão.

Imagem: CACD Depressão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!