31/12/2015

Entrevista com Eusiel Oliveira, vencedor do Concurso Cultural do nosso blog!


Eusiel Oliveira tem 17 anos e, neste ano, concluiu o Ensino Médio. Nascido no Gama (Distrito Federal) em 1998, retornou para a cidade em 2004, onde mora desde então. Seu objetivo é cursar a faculdade de Direito. Eusiel é cristão, gosta de ler clássicos, e é apaixonado por Humanas.


Você quer cursar Direito. Já sabe que área seguirá na carreira jurídica?
Advocacia, e quem sabe um dia Ministro do Supremo.


Fale um pouco sobre a sua frase que venceu o concurso. Qual foi sua inspiração, no que pensou ao formulá-la?
Quando vi o tema eu não tinha ideia do que escrever. Se Deus não tivesse me iluminado eu não conseguiria. Então parei pra pensar como eu me sentiria se fosse um nômade, e o que tirei do que seria o lado bom de ser nômade veio da lembrança de quando viajei para Maceió em 2011. Daí, percebi que há liberdade em estar em constante mudança, pois a viagem que fiz representou, a mim, liberdade de conhecer novos lugares, costumes, etc. Logo, o lado bom seria de ousar conhecer além do que já sabe.


Você participou com duas frases: a vencedora "Uma diplolife tem a liberdade de não se prender, e a prisão de não se limitar" e a  "Diplolife é fazer do presente a lembrança do futuro". Conte-nos também sobre essa segunda frase.
Fazer do presente a lembrança do futuro é uma frase que guardo pra mim, e que coincidiu com minha reflexão sobre o tema. Ela significa que o futuro que se quer começa no presente, então deve-se fazer do presente o passado do futuro desejado. Como um nômade está em constante mudança, o presente logo será apenas uma lembrança de sua história.

Frase ganhadora do Concurso Cultural de 2015, de autoria de Eusiel Oliveira

Quais são os seus livros favoritos? 
Dom Quixote, Robinson Crusoé, Romeu e Julieta,Triste fim de Policarpo Quaresma e Vidas Secas. Além do Pentateuco Cristão que narra a história do povo Judeu.


Se tivesse que indicar algumas obras para os leitores do blog, quais seriam?
Sem dúvidas Robinson Crusoé, que tem ousadia semelhante à de um nômade. E num momento de delicadeza nacional, nada melhor que patriotismo para vencer os desafios, e em Triste fim de Policarpo Quaresma se vê isto, só não podemos jamais perder as esperanças


Você tem o hábito de escrever? 
Não tenho o hábito, mas quando reflito sobre algo e considero muito extraordinário, gosto de registrar.


O que você acha que poderíamos melhorar, para atrair mais jovens promissores como você?
Obrigado pelo promissor. O conteúdo do blog é impecável, acho que só falta o conhecerem. Talvez, divulgá-lo.


Como você ficou sabendo do blog? Quais os temas que mais te interessam aqui?
A autora do blog, Elisa, foi minha professora no curso de Formação Jurídica para alunos do Ensino Médio no Instituto Brasiliense de Direito Público, onde lecionou sobre "O Bacharel nas Organizações Internacionais", lá a professora nos contou sobre o blog, desde então sou leitor. Gosto bastante quando é falado sobre a cultura de outros países.


Lembro-me de você na aula. É uma enorme alegria para uma professora ver um aluno tão dedicado e com um futuro tão brilhante! Espero que possamos ser colegas de profissão na advocacia e na literatura em breve! 

E com a entrevista do Eusiel Oliveira, encerramos as atividades de 2015 no blog Diplowife, Diplo Life. Entraremos de "férias" até 15 de fevereiro. Fiquem com a frase no nosso jovem autor para inspirá-los em 2016. Até breve e feliz ano novo!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!