27/04/2016

Auxílio Moradia: uma necessidade básica para as famílias

Na última semana, uma reportagem realizada pela GloboNews chamou a atenção para a questão dos atrasos no auxílio moradia dos servidores do Itamaraty que vivem no exterior. (assistam à reportagem aqui: g1.globo.com/globo-news/jornal-das-dez/videos ). O jornalista Guga Chacra publicou no seu Facebook um relato sobre as entrevistas que realizou: 



Apesar de muito contente por ver as vozes de nossos colegas ecoarem, fiquei muito triste ao ver alguns comentários de pessoas que não conhecem a realidade das famílias de servidores do MRE e que criticaram sem fundamentos a situação penosa pela qual muitos estão passando. Tendo em vista o que li, decidi escrever este post, "em resposta" a alguns desses comentários,  como por exemplo:







Felizmente, tivemos comentários como:








Para ilustrar as dificuldades das famílias, pedi a servidores e familiares que compartilhassem anonimamente seus problemas devido ao atraso do auxílio moradia. O link ainda está ativo, para quem quiser compartilhar mais histórias. 


Relatos:

"Tivemos que pedir um empréstimo ao banco para poder pagar escola do nosso filho e adiantar as despesas de saúde. O ambiente familiar é péssimo. A relação sofre dessa falta de visão, Como planejar o futuro dos filhos se nem podemos arcar com as despesas mensais mas. Sentimento de abandono, isolação e injustiças porque os maiores salários não sintam tanto nosso desafio diário."


"Extremamente difícil sobreviver no exterior sem o auxílio moradia (RF) e com um salário que não cobre nem metade das despesas mínimas de supermercado, transporte e educação. A crise no repasse dos recursos atinge todas as carreiras do SEB, mas, especialmente, a carreira de nível médio de Assistente de Chancelaria. O resultado imediato do atraso no pagamento da RF é tomada de empréstimo, pagamento de juros, cartão de crédito estourado, inadimplência nas contas de água, luz e telefone. A situação se torna pior ainda qd existem financiamentos bancários e parcelas de empréstimo contraído anteriormente nos outros atrasos da RF. Ser processado, cobrado ou despejado por não poder pagar aluguel não é interesse de nenhum agente do governo brasileiro - nem do Brasil -, que representa com constrangimento o país no exterior. Mais grave do que os atrasos da RF é que isso vem ocorrendo reiteradamente desde 2014. Complicado..."


"Chegamos recentemente a um posto D. Pra termos desconto de 5 % no aluguel, pagamos um ano adiantado. Tudo isso pensando na nossa economia devido os atrasos. Foi-se o tempo da tranquilidade...."


"First off I would like to say that there are many families and young diplomats who are far worse off than ours. And we all feel for them in this situation and feel even more worried for those diplomats and other staff working in less safe areas of the world than ours. It is a total disgrace that the government of Brazil should be treating us this way, especially those of us living in some of the more dangerous parts of the world.  And for me personally not being fluent in Portuguese is a problem because I certainly would be far more vocal than I am now, as it is hard to keep up with all of the developments as they happen google translater helps but it's not the same. This also makes me and my family more identifiable which gives me concern, but I can not sit by and say nothing as to how I feel and how this is effecting my family. I can also be thankful that none of our family is in poor health as this would also place much more of a burden upon us. Although I am in need of some routine medical care which is not that cheap we will have to find a way to cover this expense from our already stretched salary.  It seriously gets me mad when I only see a scant two sentences issued on the subject of the payment of RF being suspended indefinitely posted on our FB Itamaraty families group page, we are all entitled to more than that surely, it's a joke right, and not a very funny one at that.  I would expect better treatment than this I this most stressful of situations. Please what if anything is being done and please please at the very least keep us all informed. Will the arrears be payed ? Or are we all to just take this on the chin stay calm and carry on.  I do hope that the mess this sleazy government has got the Brazilian people into will finally get sorted and that those responsible for this are all prosecuted to the full extent of the law, what a disgrace for Brazil.  What I would like to see happening are at the very least more information and dialog from the ministry to the families of the ministry. Also so clear resolution on this issue and a timeline as to how long and when we can expect things to resume to normal."  


Um comentário:

  1. Tudo isso, e ainda o sacrifício de ficar longe da família e dos amigos. Gostaria de deixar um link para um comercial da T-Mobile que explora isso, de uma maneira singela e emocionante: https://www.youtube.com/watch?v=7MZB20xE4RU

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário!