19/05/2016

Entrevista com Priscilla Barros - Sócia e Fundadora da La Blancheur


Priscila Barros é Dentista, Sócia e Fundadora da La Blancheur, mãe e Diplowife. Ela nos contará sobre sua trajetória como profissional e empreendedora. Um exemplo de mulher que inova e faz sucesso.


Priscilla, conte um pouco sobre você.

Sou graduada em Odontologia pela Universidade Paulista-Unip. Atuo desde 2009 como cirurgiã-dentista  Atualmente estou concluindo pós-graduação em implantodontia. Sempre senti vocação para o empreendedorismo e tenho buscado desenvolver cada vez mais os meus talentos e habilidades nessa área. 


Como surgiu a ideia de abrir uma empresa?

A combinação de meu interesse pela moda com meu contexto profissional me  ajudaram a enxergar um nicho de mercado muito pouco explorado: a moda destinada aos profissionais de saúde. A Ideia surgiu na época da graduação. Durante o curso, eu não podia compreender por que os jalecos disponíveis no mercado tinham de ser tão desconfortáveis e cafonas. Eu acreditava firmemente que profissionalismo e elegância eram sim compatíveis, e que haveria demanda por um produto diferenciado nesse ramo. Em parceria com minha amiga e sócia Sara Cabral - também dentista - resolvemos dar início, em 2015, à La Blancheur. Focamos no atendimento da demanda por jalecos estilizados, elaborados com tecidos de alta qualidade e corte sofisticado, de modo a propiciar conforto, elegância e autenticidade ao profissional de saúde.










A escolha do nome foi fácil? Qual é seu significado? 

Não foi uma tarefa fácil, porém muito divertida. Pensamos em vários nomes que tivessem a ver com nosso público e evocassem sofisticação. Depois selecionamos três. Fizemos uma pesquisa com nossos amigos e familiares. E, por fim, decidimos por La Blancheur, nome de origem francesa que significa "A brancura". Optamos por esse nome por refletir a essência de nossa marca.


Como é o processo de criação dos designs dos jalecos?

Com inspiração na alta costura, desenhamos os modelos, pensamos nos tecidos, nas rendas e nos detalhes para um resultado de elevada qualidade. Tudo é feito com muito carinho e criatividade. Em seguida, efetuamos testes, juntamente com os profissionais de costura, para verificação do caimento, corte, costura e acinturamento da peças.


Quais foram as dificuldades iniciais que você encontrou para entrar no mercado?

Foi um grande desafio encontrar fornecedores e prestadores de serviço que atendessem nossos requisitos de qualidade. Fizemos vários testes com diferentes profissionais até escolhermos aqueles que eram mais sensíveis à exigência de alta qualidade da nossa marca.


A La Blancheur foi lançada em 2015, como vocês fizeram para torná-la conhecida?

Após a criação dos primeiros modelos, começamos a divulgação por nossa rede de amigos e colegas da área de saúde. Comecei a usar os jalecos da La Blancheur no ambiente de trabalho e nos cursos que frequentava. Não demorou muito para que os amigos se interessassem e as indicações ocorressem. Além disso, elaboramos uma intensa campanha de divulgação nas redes sociais, que acabou tendo grande sucesso.


O que você diria a quem gostaria de empreender, como você?

Acho que quem quer empreender tem que ser antes de mais nada ousado. Tem que arriscar e não pode ficar com receio. Não é nada fácil transformar uma ideia em negócio. Por isso, o ideial é começar com uma estrutura de custos fixos bem modesta e, se possível, com terceirização e estoque mínimo. É isso que tem nos ajudado a seguir firme apesar da atual crise.


Como é possível adquirir os produtos La Blancheur? É necessário residir em Brasília?

Não é preciso residir em Brasília. Enviamos para todo Brasil e Exterior. As compras podem ser feita diretamente pelo site: www.LaBlancheur.com.br.




Para conhecer mais sobre a  La Blancheur, acesse:
Facebook.com/lablancheur.lb
LaBlancheur.com.br
Instagram.com/la.blancheur

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!