27/06/2016

Entrevista com Patricia Galves Derolle, do e-Internacionalista

Hoje entrevistaremos Patricia Galves Derolle, idealizadora do e-Internacionalista. Patrícia tem 30 anos, é formada em Relações Internacionais pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, possui especialização em Direito Humanitário pelo Instituto Internacional de Direito Humanitário (Itália) e pós-graduação em Relações Internacionais pela Fundação Getúlio Vargas. 

Iniciou sua carreira profissional como professora de inglês. Trabalhou no Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores em São Paulo (ERESP), realizou  estágio voluntário na Missão do Brasil junto à União Europeia e na Missão do Brasil junto à ONU. Fez trabalho temporário no Consulado-Geral do Brasil em Genebra, e trabalhou na International Road Transport Union (IRU). Para conhecer melhor a trajetória da Patrícia e o projeto e-Internacionalista, acesse http://e-internacionalista.com.br/2015/01/20/i-have-a-dream-do-you


Quando foi criado e-Internacionalista?

O blog foi idealizado em 2012. Antes de se tornar um blog, per se, que é hoje, ele foi um método que utilizei para organizar, de maneira pragmática, todos os fichamentos básicos relacionados ao Concurso de Admissão à Carreira de Diplomata (CACD). Àquela época, o blog chamava-se "Um pouco de tudo". Com o crescente número de acessos, ele foi tomando forma própria e passou a atender dois públicos: os CACDistas (aspirantes à diplomacia) e os internacionalistas (graduandos, pós-graduandos e profissionais em Relações Internacionais).


Quais são os conteúdos e recursos fornecidos pela página do e-Internacionalista?

O e-Internacionalista tem basicamente duas vertentes básicas. A primeira relaciona-se a conteúdos de interesse dos aspirantes à carreira de diplomata. Em "Espaço dos CACDistas" (http://e-internacionalista.com.br/estudos-para-o-cacd) é possível encontrar fichamentos e breves resumos sobre praticamente todo o edital do CACD. Esse espaço não tem a pretensão de oferecer leituras densas, mas sim apoio e revisão, em formato de tópicos ou em breves textos. A segunda abre espaço para discussões e debates na área de Relações Internacionais, proporcionando artigos de opinião e análises sobre os diversos temas que perpassam o cenário internacional. Tudo isso pode ser encontrado nas abas "Artigos" (http://e-internacionalista.com.br/artigos) e "Regiões" (http://e-internacionalista.com.br/regioes). Além dos conteúdos mencionados acima, também compartilhamos dicas de estudo e de materiais tanto no blog como na página no facebook (www.facebook.com/e.internacionalista).


Como funciona a plataforma e em que ela pode ajudar aos estudantes?

A plataforma é gratuita e de livre acesso a todos. Ela ajuda os concurseiros e os estudantes indiretamente, por meio do compartilhamento de informações relacionadas ao mundo das RIs. O blog tem, ainda, o propósito de democratizar e expandir o estudo das Relações Internacionais no Brasil, incentivando internacionalistas a exporem suas ideias e seus ideais.


Qual é o diferencial do e-Internacionalista com relação a outros sites?

O principal diferencial do e-Internacionalista é a liberdade de publicar textos sem excessivas formalidades. Por vezes, muitos estudantes querem comentar sobre determinados assuntos, mas encontram barreiras para publicação de seus textos. Dessa forma, abrimos o espaço com esse intuito. Por outro lado, também incentivamos os concurseiros a compartilharem seus fichamentos. Entendemos que o CACD é um concurso deveras difícil, por isso a cooperação torna a trajetória de todos mais agradável e menos penosa.


Como é formado o corpo de profissionais que fazem parte do e-Internacionalista?

O e-internacionalista é administrado por mim mesma. Ao longo de sua história, criamos um corpo de articuladores, os quais colaboram sempre que podem. Não temos um grupo fechado, estamos sempre abertos para quaisquer pessoas interessadas em contribuir com o blog.  


Que dicas poderiam dar para quem está estudando para o CACD?

O CACD é um concurso trabalhoso, que exige maturidade intelectual dos candidatos. Portanto, estude, leia a bibliografia oficiosa, pratique com questões, para ser um concurseiro completo. Ademais, siga as dicas dos colegas que já passaram e monte a sua estratégia. Para agora, nas vésperas do concurso, o ideal é manter a calma (essa dica vale para mim também, sei que não é fácil), fazer questões e, se possível, discutir os conteúdos e as questões em um grupo de estudo. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!