24/12/2016

Programa Iluminuras: entrevista comigo - vídeo




Antropologia, cidadania e a função do Mercosul são destaque do Iluminuras
Programação | 16/12/2016 - 14:36

"Ele é antropólogo e um apaixonado por contos e crônicas. Carioca, Vitor Camargo de Melo desenvolveu o hábito da leitura pelas histórias que contavam o dia a dia em cenários conhecidos, como a cidade de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Gostava de imaginar como as cenas aconteciam. Com isso, não parou mais de ler.

“A paixão pelas letras veio basicamente da cultura pop. Veio das histórias em quadrinho que eu comecei a ler quando criança e leio até hoje. Veio dos filmes: eu sou um cinéfilo inveterado e alguns filmes sempre me instigaram a pensar as narrativas, muitos filmes de que gostava e descobria que eram baseados em livros, eu buscava os livros para ler. E veio de uma transição literária que é parte da minha formação como leitor. Dos livros infanto-juvenis, literatura de terror, literatura fantástica, policial, até começar a me aventurar, já em um estágio mais maduro e ousado como leitor, a autores mais clássicos ou acadêmicos”, conta. 

Vitor Camargo de Melo é autor de um livro de contos, o Fratura Exposta, publicado em 2015. “Entre os projetos, está em fase de planejamento um romance. Já criei até os personagens”, diz entusiasmado.

O programa ainda recebe a advogada Elisa Ribeiro Pinchemel, doutora e mestre em Ciências Sociais pela Universidade de Brasília. Advogada internacionalista e com amplo conhecimento sobre o Mercosul, é autora do livro Mercosul: sobre democracia e instituições. Também coordenou a obra Direito do Mercosul e a série de quatro volumes Retratos sul-americanos: perspectivas brasileiras sobre história e política externa. 

“O meu processo de escrita é interessante. Nunca faço um texto linear, começando pelo início e indo até o final. Geralmente escrevo as principais ideias que pretendo abordar, divido-as em tópicos e vou escrevendo os tópicos à medida em que me interesso em escrevê-los. Por vezes, inverto a ordem deles e até mesmo corto o texto. Após ter um esboço, aí sim, destrincho o texto do início ao fim”, diz. 

É no Iluminuras desta semana, você não pode perder."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!